terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Vai, Abestado!

Quando Torquato veio me visitar...






Quando eu nasci, o Torquato Neto veio ler a minha cabeça.
Depois de algumas horas a ler e não entender muito bem o que se passava, ele disse que eu estava predestinado a viver irônico, sarcástico, inteligente e errôneo assim.

E antes de sair, ele olhou pra mim e disse:
-Caramba! Você é de Nazária! Ô Bicho de sorte!
E outra vez, antes de sair, o Anjo Torto deu um tapa no traseiro da enfermeira e me disse assim, 
segurando-me pela orelha:

-Vai, Abestado! Vai desafinar o coro dos contentes e não se esqueça de se apaixonar por aquela morena. Vá e não se preocupe. Deixe que eu lhe ajudo.